Uso das ventosas no P.O de Lipoaspiração

Falando sobre Drenagem

lipo

A cirurgia de Lipoaspiração causa um trauma intenso e esse trauma vai de acordo com a quantidade de gordura que necessita ser retirada, ou seja quanto maior o excesso maior o trauma.

As cânulas são introduzidas através da pele e chegam no tecido adiposo e a gordura é aspirada por um sistema de vácuo. Os pontos do corpo, onde é inserida a cânula, varia de acordo com a anatomia do paciente.

Alguns pacientes podem apresentar no pós-operatório depressões da pele e endurecimentos que são as conhecidas fibroses, muitas vezes essas aparecem por mau uso da cinta ou uso do tratamento fisioterapeutico tardio.

Além de todos os aparatos que a eletroterapia pode nos dar, sugiro um complemento com o uso da dermotonia (vácuo) na região de fibroses. A dermotonia pode nos dá uma vascularização do local e um realinhamento da pele , pois promove uma soltura e o local vai ficar…

Ver o post original 18 mais palavras

Anúncios

Pé diabético

fatima2014

Embora os avanços da medicina no diagnóstico e tratamento do diabético, ironicamente eles continuam sofrendo com as complicações crônicas, decorrentes desta doença Uma destas complicações é a neuropatia periférica, terceira maior complicação crônica do diabetes. É chamada doença dos nervos, causando alterações de sensibilidade(térmica, táctil, pressórica e dolorosa) e secundariamente atrofia dos músculos dos pés e da  pernas.
Os sintomas mais comuns são: dormência, friagem, formigamento e dor.
No inicio ocorre uma hipersensibilidade e posteriormente perda ou diminuição da sensibilidade. É neste momento que podem ocorrer lesões nos pés sem a consciência do paciente.
Vejam estes dados:

  • 7,5% da população brasileira tem diabetes
  • 10% dos portadores de Diabetes Mellitus desenvolvem lesões nos pés.
  • 12% dos diabéticos internam-se por problemas do “pé-diabético”
  • 50%  das amputações de causa traumática(acidente) é devido a complicações do pé-diabético.

Diante disso o melhor tratamento é a prevenção.
Como prevenir:

  • Controle do diabetes, com visitas periódicas ao médico, testes, controle domiciliar e pouco abuso.
  • Inspeção dos pés, verificando cortes, micoses, frieiras e outras.
  • Usar sapatos confortáveis
  • Meias de algodão, sem costura ou usá-las do avesso.
  • Nunca andar descalço.
  • Aquecer os pés somente com meias de lã, nunca com bolsa de água quente ou térmica.
  • Cortar as unhas sempre retas e caso não consiga, solicite auxilio, ou melhor diabéticos devem procurar um podólogo, especialista em pé-diabético
  • Verificar dentro dos sapatos antes de calça-los, pois pode haver objetos estranhos ou insetos.
  • Nunca retirar cutículas.
  • Enxugar bem os dedos dos pés.
  • Tratamento com podólogos principalmente quando surgir calos, verrugas, olho-de-peixe, unha encravada e outras
  • Realizar fisioterapia e outro tratamento exelente é a reflexologia, para evitar e tratar deformidades, atrofias, dores e falta de sensibilidade.

Objetivos do tratamento

  • Alívio da dor
  • Fortalecimento muscular
  • Alongamento de tendões e músculos
  • Evitar deformidades
  • Melhora da circulação
  • Aumenta a amplitude de movimento das articulações
  • Melhora a sensibilidade e outros.

A reflexologia tem inúmeras vantagens além de tratar com pés; como esta técnica se utiliza dos princípios da medicina chinesa, podemos tratar ainda a diabetes e outras patologias que o paciente venha a ter, tanto as emocionais como físicas; além do mais tratamos não só os sintomas como a causa das patologias e com resultados mais rápidos.
Essa foi a minha dica de hoje!
Dra. Fatima Borges Silva – Fisioterapeuta
www.pensesaude.com

Liberação Tecidual lombar

35

 Continuemos nossa liberação, agora na região lombar.

Faremos da seguinte forma:

Pegaremos o tecido transversalmente, tocando com os dedos indicadores na frente e polegares por trás para que possamos empurrar formando um “rolo” com o tecido. O desenrolar desse movimento será desde a zona sacral até o começo da região lombar.

Essa manobra , na maioria dos pacientes ,é dolorosa, portanto a aplicação dessa técnica depende da tolerância que o paciente tenha a dor.

Uso essa manobra muito na massagem relaxante, porém em pacientes muito infiltradas(retenção hídrica) ela é também muito utilizada, essa região nesses casos é muito aderida e portanto esse “descolamento” ajuda muito no fluxo linfático local . Normalmente repito umas 5-6 vezes, dependendo claro da hiperemia causada e sensibilidade do paciente.

 

LIBERAÇÃO TECIDUAL NA MASSAGEM TERAPÊUTICA

 

18A massagem terapêutica tem como característica principal o direcionamento pontual da zona a ser tratada.Por isso se faz necessário o esclarecimento para o terapeuta qual o lugar do corpo mais dolorido e afetado, isso servirá de um guia para o mesmo o que facilitará o desenvolvimento da massagem.Apesar desta possuir um rotina determinada, o protocolo do terapeuta pode variar de acordo com a intensidade e incomodo do paciente.

Neste post vou iniciar com o exemplo de liberação no esternocleidomastoideo, posteriormente em outro post exemplificarei a liberação na região lombar.

A ilustração postada refere-se a :

Um deslizamento com pequena compressão ao longo do músculo utilizando a polpa digital dos dedos, estes tomaram direções opostas até se completar toda a a extensão do músculo.Faça de 3 a 4 vezes de cada lado e complemente com um alongamento bilateral.

Esse procediemento normalmente é usado durante a massagem relaxante, porém uso muito no atendimento de P.O de cirurgias facias, objetivo já comentado em post anterior.

MASSAGEM A QUATRO MÃOS

 

massagem-a-4-mãos

A massagem ,normalmente, é procurada para aliviar dores musculares, porém, ela pode ter efeitos muito além do esperado.Ela pode ter ação também na depressão e ansiedade.

Massagem já é prazerosa ,imagine sendo feita por dois profissionais ao mesmo tempo!

Esse tipo de modalidade(massagem a quatro mãos), consiste em relaxar os dois lados do corpo ao mesmo tempo, ou seja lado esquerdo e direito em total sincronia.Os dois terapeutas agem simultaneamente e utilizam óleo para um perfeito deslizamento manual. Essa massagem tem também a vantagem de ser menos demorada, já que o corpo é tocado não por partes sim como um todo. Os benefícios são imediatos: o relaxamento é profundo, a circulação melhora e os pontos de tensão são eliminados.

Ínguas :contra-indicação de Drenagem Linfática

Formas-de-tratar-ínguas-2A íngua é uma inflamação dos linfonodos(ou gânglios linfáticos) que podem ocorrer normalmente na axila,virilha e pescoço.Cientificamente a íngua é denominada de linfadenite e ela se apresenta de forma dolorida e perceptível ao toque,pois o linfonodo ficará entumecido.

A íngua é uma resposta a um quadro infeccioso, e portanto seu paciente apresentando-a será motivo de contra-indicação para a realização da drenagem linfática manual. O bombeamento dos linfonodos durante a execução da massagem poderá disseminar o agente infeccioso e por isso temos a precaução de não realizar a mesma.

 

Desbloqueio articular nas mastectomizadas

DATA_ART_1759772

 Já sabemos a ocorrência do linfedema em membro superior homolateral a cirurgia de mastectomia. Esse membro irá possuir também a diminuição de força muscular e da amplitude de movimento das articulações envolvidas .O paciente refere também tensão muscular, dor e aumento do peso do membro acometido.Todas essas alterações juntamente com a presença do linfedema ,já instalado, faz com que a paciente tenha muitas disfunções posturais. Como falei no post anterior, ainda existe a necessidade da reposição do peso da mama retirada.

Avaliando o conjunto da sintomatologia, precisamos tratar da mastectomizada não só na visão do linfedema , mas de todo um complexo de dor e bloqueio articular também. É necessário o uso da drenagem, mas junto com ela temos que fazer uso de exercícios para desbloqueio articular. Os limites da paciente devem ser respeitados e sugiro primeiro realizar esses movimentos no membro sadio para que a paciente entenda a realização do mesmo e possa ajudar no movimento do membro superior afetado. Isso fornecerá confiança ao paciente e consequentemente um atendimento fisioterápico mais produtivo.